em construção…

coming soon. <3

A OrlaPress propõe-se enquanto plataforma editorial D.I.Y. e colaborativa de distribuição de webcomics que potenciem outras estórias, outras estéticas e outros programas de vida para além do mainstream editorial da banda desenhada.


Concebida enquanto projecto não-lucrativo, aberto quer a autorxs experientes, quer a completxs amadorxs, a OrlaPress assume-se como estrutura de experimentação com expressões que favoreçam linguagens e lógicas tendencialmente invisibilizadas ou subordinadas a favor dos interesses comerciais e ideológicos do paradigma editorial comum.

Constitiu-se por isso enquanto convite aberto a artistas, leitorxs e curiosxs para a partilha e diálogo em torno de webcomics gratuitamente distribuídos, que provoquem – quer mais, quer menos menos explicitamente – as expectativas normativas do que um comic é e faz, permitindo a articulação de outros afectos e lutas, outras pautas e perspectivas, outras identidades e horizontes.

A OrlaPress assume-se enquanto projecto feminista, anti-transfóbico e anti-queerfóbico, anti-racista e anti-colonial, anti-capacitista e anti-sanista, anti-hierárquico e anti-normativo.

Procura demarcar-se da primazia de homens euro-americanos brancos, cisgénero e heterossexuais e/ou materialmente privilegiados no mundo da banda desenhada mais visível, e deseja vir a ser um possível cenário para uma outra multiplicidade de sujeitos, de imaginários, de experiências e de fantasias, de modo a contribuir generativamente para um universo editorial mais plural, mais politicamente responsável e mais poeticamente potente.

Ou, simplesmente, um universo editorial quer mais ético, quer mais bonito, porque para todxs.

Em breve, será lançada a Vaga #1 de webcomics da OrlaPress – uma selecção dispersa, livre, suja, sweet, triste, tola e generosa de trabalhos de BD de diferentes tipos e em diferentes estilos, que partilham em comum  estarem mais ou menos ao lado das expectativas impostas do que a banda desenhada pode – e deve – fazer em termos do que é, e em termos de por quem e para quem é feita.

Um último apontamento: a OrlaPress começa como um projecto passional, articulado voluntariamente de um ponto de vista não-profissional, que procurará tornar-se auto-sustentável com o tempo mas que se compromete a não adquirir contornos comerciais. Nesse sentido, convida cada umx que entre em diálogo connosco a saber-se numa posição de paridade com o projecto, e não enquanto subordinadx à hierarquia clássica providenciador/consumidor.

A crítica, a construção, a colaboração, o ping-pong de ideias e afectos e a implicação no projecto não são só aceites; são muito bem-vindas, e mesmo celebradas. Que este seja um projecto aberto, convidativo, acessível e dialógico.

Espero genuinamente que estejam por cá para ver o que disso resulta – e que se sintam parte, enquanto leitorxs ou criadorxs ou o que sejam, e independentemente de quem sejam, da conversa que assim se abre.

 

Daniel Lourenço

18/11/2017


Facebook    //    Instagram    //    E-mail: contacto@orlapress.pt